Juiz de Fora - MG, Sábado, 24 de Junho de 2017 HOME | O DEMLURB | MAPA | FALE CONOSCO | WEBMAIL









Canil Municipal:

 

     O Canil Municipal, que pertence ao Departamento de Controle Animal, passou por uma reestruturação completa entre 2014 e 2016, focada no desenvolvimento do modelo de abrigo de animais humanizado, eficiente e transparente, e contato permanente com a sociedade civil organizada.
     Durante a reforma e ampliação, foram criadas novas baias, quatro gatis, novo curral, sala de banho e tosa, parcão e um novo prédio de três andares para abrigar vestiários, refeitório, administração e guarita. Um ambulatório para pequenos procedimentos também está em fase de finalização.
     Quando chegam ao Canil, os animais são separados por machos e fêmeas, porte, temperamento e idade, e passam por uma triagem, onde recebem medicações e cuidados especiais caso necessário. Durante três dias, a administração aguarda por um possível proprietário. Após este período, os animais são vacinados, vermifugados, castrados e disponibilizados para adoção.


Adoção:

     O Canil Municipal fica aberto para visitação pública de 2ª à 6ª feira, de 9h às 10:30h e de 13h às 15:30. Para propor adoção a um animal, a pessoa precisa ter mais de 18 anos, apresentar RG, CPF e comprovante de residência, preencher um formulário, estar ciente que um animal vive em média 15 anos e que é necessário tempo para cuidar do animal e prover alimentação adequada, vacinas, vermífugos, cuidados veterinários e lazer. O adotante deverá também, assinar um termo de responsabilidade pelo cão.

 

     Além disso, o Canil Municipal também realiza eventos de adoção em diversos locais da cidade, como m praças e espaços públicos de várias partes de Juiz de Fora. Estas ações têm como objetivo unir um adotante responsável e um animal abandonado. Frequentemente, são reunidos cerca de 30 cães para cada evento.

 

     Já no caso de animais de grande porte, é necessário que o cidadão comprove a capacidade para manter o animal de forma saudável, como possuir uma propriedade rural. As regras específicas para esta modalidade devem ser consultadas com a administração do Canil.





Direitos dos Animais:

     Artigo 1º - Todos os animais nascem iguais perante a vida e têm os mesmos direitos à existência;

     Artigo 2º - Todo animal tem direito a ser respeitado. O homem como espécie animal não pode exterminar os outros animais ou explora-los, violando este direito. Tem o dever de pôr seus conhecimentos a serviço dos animais;

     Artigo 3º - Nenhum animal será submetido a maus tratos nem a atos cruéis. Se for necessário matar um animal, ele deve ser morto instantaneamente, sem dor e de modo a não lhe provocar angústia;

     Artigo 4º - Todo animal pertence a uma espécie selvagem. Ele tem o direito de viver em seu próprio ambiente natural: terrestre, aéreo ou aquático e tem o direito de se reproduzir. Toda a privação de liberdade, mesmo que tenha fins lucrativos, é contrário a esse direito;

     Artigo 5º - Todo animal pertence a uma espécie que viva tradicionalmente no meio ambiente do homem. Tem o direito de viver e crescer ao ritmo e nas condições de vida e liberdade que são próprias de sua espécie. Toda modificação neste ritmo ou destas condições que forem impostas pelo homem com fins mercantis é contrário a este direito;

     Artigo 6º - Todo animal que o homem escolher como seu companheiro tem o direito a uma duração de vida conforme a sua longevidade natural. O abandono de um animal é um ato cruel e degradante;

     Artigo 7º - Todo animal de trabalho tem direito a uma limitação razoável de duração e de intensidade de trabalho, a uma alimentação reparadoura e ao repouso;

     Artigo 8º - A experimentação animal que implique sofrimento físico ou psicológico é incompatível com os direitos dos animais, quer se trate de uma experiência médica, científica, comercial ou qualquer que seja a forma de experimentação. As técnicas de substituição devem ser utilizadas e desenvolvidas;

     Artigo 9º - Quando o animal é criado para alimentação, ele deve ser alimentado, alojado, transportado e morto, sem que disso resulte para ele nem ansiedade nem dor;

     Artigo 10º - Nenhum animal deve ser explorado para divertimento do homem. As exibições de animais e os espetáculos que utilizem animais são incompatíveis com a dignidade do animal;

     Artigo 11º - Todo o ato que implique a morte de um animal sem necessidade é um biocídio, isto é, um crime contra a vida;

     Artigo 12º - Todo ato que implique na morte de um grande número de animais selvagens é um genocídio, isto é crime contra a espécie. A poluição e a destruição do ambiente natural conduzem ao genocídio;

     Artigo 13º - O animal morto deve ser tratado com respeito. As cenas de violência de que os animais são vítimas devem ser interditadas nos cinemas e na televisão, salvo se elas tiverem por fim demonstrar um atentado aos direitos dos animais.

     Artigo 14º - Os órgãos de proteção e de salva guarda dos animais devem estar representados a nível governamental. Os direitos do animal devem ser defendidos pela Lei como os direitos do homem.


     O Canil Municipal de Juiz de Fora, junto com o Gatil e o Curral, situa-se na Rua Bartolomeu dos Santos, s/n, Bairro São Damião (entre Santa Cruz e Benfica), em frente a Usina de Reciclagem. O telefone de contato é o 3690-3591.


Voltar para o topo da página

© Copyright 2006 / 2017 - Todos os direitos reservados. Divisão de Informática do DEMLURB - Departamento Municipal de Limpeza Urbana.

2 usuários on-line

DEMLURB - Departamento Municipal de Limpeza Urbana
Av. Francisco Valadares, nº 1.000 - Vila Ideal - Juiz de Fora - MG
CEP: 36020-420 - Telefones: (32) 3690-3501 / 3502 - Fax: (32) 3690-3511
E-mail: demlurb@demlurb.pjf.mg.gov.br - Alô DEMLURB: 3690-3500